9.4.07

Uma palavra diz muito

Muita gente observa que nossa língua portuguesa é pobre por ter apenas uma palavra para descrever o amor. Não há diferença entre o que chamamos de amar um cônjuge, amar um parente ou amar um amigo. Tudo é amor. Se, por um lado, isso não nos abre para perceber as complexidades do verbo amar, por outro, isso acaba simplificando tudo em uma só palavra. E a simplicidade fala por si só.

Embora a palavra grega ágape fosse rara na literatura da Grécia antiga, os primeiros cristãos adotaram-na para designar um amor que se diferencia especialmente de eros — “amor de desejo” — e também de filia — “simpatia natural” ou “afeto mútuo”. Portanto, já no início do cristianismo havia uma preocupação em comunicar o que é o amor através de uma só palavra.

Observem os três primeiros versículos de I Coríntios 13. Todos começam marcados principalmente por uma palavra: ainda. O escritor Paulo utiliza este advérbio como recurso para construir orações condicionais que trazem à baila as maiores preocupações do público para o qual ele está falando. Através de maravilhosas cadências, estas orações produziam um efeito dramático no idioma dos ouvintes. Todavia, tudo aquilo que enchia a cabeça daquelas pessoas, por mais surpreendente que fosse, se rendia diante da simplicidade do amor.

O discurso do amor é simples, porque o amor é simples. Se há amor, não nos preocupemos muito com o que dizer, pois o amor fala por nós. A fala é mais agente do que paciente. Ou seja, as nossas ações dão vero testemunho de quem somos. Por isso, não adianta se preocupar com o que fazer e com o que não fazer, pois ainda que façamos tudo o que deveria ser feito, o amor continuará sendo mais importante.

Amar não é obrigatoriedade, mas é espontaneidade. Se for obrigação, já não é amor. Quando Jesus fala sobre o amar a Deus e ao próximo como mandamento, ele está relativizando a própria noção de mandamento. Ou seja, não temos que nos preocupar em como amar, pois a nossa vida já é amar. Amar não é imperativo, é constatativo (sic). Ou vocês amam, ou não amam. A realidade está aí dentro de vocês. O amor já existe aí, na vida, em cujo campo fértil há apenas uma sementinha pronta para crescer e dar muitos frutos. Amor é simples assim, podendo até ser descrito em uma simples palavra. E por ser simples já diz muito.

Marcadores: , ,

10 Comentário(s):

  • At 10 de abril de 2007 16:58, Blogger Haras said…

    Olá Amigo,

    Passei só para te dar um grande abraço... Desculpa não passar mais vezes...(Sabes é que comecei as aulas hoje, e tive de fazer trabalhos e outras coisas)...

    Abraço

     
  • At 10 de abril de 2007 18:16, Blogger Andreia do Flautim said…

    Pois, ás vezes basta uma palavra para deixar alguem muito alegre, ou muito triste...

     
  • At 10 de abril de 2007 20:43, Blogger Exemplo AVERA said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 10 de abril de 2007 20:46, Blogger Exemplo AVERA said…

    No Reino dos céus palavra e atitude devem ser uma coisa só.
    Temos que ser o Verbo.

    Um abraço maninho

     
  • At 10 de abril de 2007 22:49, Blogger Tamara said…

    O amor não foi feito para se pensar e sim para se sentir... aaaaaaaah!

    (rs)

    B-joletas coloridas.

     
  • At 11 de abril de 2007 01:23, Anonymous Priscila said…

    A simplicidade do amor é que nos alimenta a cada dia, mesmo que não o percebamos como tão simples assim. Complicamos tudo, talvez, principalmente, o mais simples. Por isso, a simplicidade do amor, da vida, da coisas podem em muito nos surpreender.

    Deixo a letra da música "Mais simples" de Zizi Possi.

    Mais Simples
    Zizi Possi
    Composição: José Miguel Winisk

    É sobre-humano amar
    'cê sabe muito bem
    É sobre-humano amar, sentir,
    Doer, gozar
    Ser feliz
    Vê quem sou eu quem te diz
    Não fique triste assim
    É soberano e está em ti querer até
    Muito mais
    A vida leva e traz
    A vida faz e refaz
    Será que quer achar
    Sua expressão mais simples?
    Mas deixa tudo e me chama
    Eu gosto de te ter
    Como se já não fosse a coisa mais humana
    Esquecer
    É sobre-humano viver
    E como não seria
    Sinto que fiz esta canção em parceria
    Com você
    A vida leva e traz
    A vida faz e refaz
    Será que quer achar
    Sua expressão mais simples?

     
  • At 11 de abril de 2007 07:05, Anonymous Anita said…

    Bom dia. Vim conhecer o seu cantinho e gostei do que li. Deus é Amor e não há maior Amor do que aquele que Deus deu por nós.
    Amemo-nos uns aos outros como Deus nos amou e o mundo por certo será muito melhor.
    Fique bem. Fique com Deus.
    Beijinhos suaves,
    Anita (www.amorfraternal.blogspot.com)

     
  • At 11 de abril de 2007 11:04, Blogger Marlene Maravilha said…

    Realmente em se tratando de amor, nao há muito o que falar, porque a palavra por si só, engloba um todo.
    Viva o amor!!
    beijos

     
  • At 11 de abril de 2007 20:08, Blogger Alysson Amorim said…

    Opa!

    Perfeito.

    Uma palavra basta. A palavra que diz tudo sem precisar de dizer nada.

    Abs, companheiro.

    Uma ótima semana.

     
  • At 12 de abril de 2007 10:15, Blogger Felipe Fanuel said…

    Amigos e Amigas,

    A palavra diz por nós, e nós dizemos pela palavra.

    Abraços e Beijos.

     

Postar um comentário

<< Home