27.10.09

Mãos divinas

Será que temos todo esse poder de escolher o lugar onde estamos? Eu não sei. Só posso dizer que, no momento, sinto que estou no melhor e mais difícil lugar do mundo: as mãos divinas. Ali minhas certezas se diluem diante do futuro que só a elas pertence. Ali sou cada vez mais fraco, porque nelas estou impossibilitado de dominar e de “fazer acontecer” qualquer coisa. Ali não sei para onde vou, mas posso perguntar: Quem sabe elas, as mãos, não sabem? Vivo assim na fronteira da esperança, esperando algo que não posso ver. E haja o que houver, sigo e seguirei uma jornada sem volta, cujos destinos, no entanto, não cabe a mim saber.


Marcadores:

11 Comentário(s):

  • At 27 de outubro de 2009 21:57, Blogger Cleber Baleeiro said…

    Companheiro Fanuel, suas palavras me fazem lembrar da fé. É que à vezes me esqueço que também estou nessas mãos. É confortável, mas dá uma ansiedade danada...
    Abraço!

     
  • At 28 de outubro de 2009 09:05, Blogger Silvana Nunes .'. said…

    Maravilha o seu cantinho.
    Na intenção de divulgar o meu trabalho, cheguei até você.
    Gostei muito do seu espaço. Eu não estou podendo ler tudo de uma vez porque a tela do computador atrapalha um pouco a minha visão, mas certamente voltarei mais vezes. O meu oftamologista pediu que desse um tempo da telinha... e eu sou fraca ?
    O meu território já está demarcado.
    Convido a dar uma espiada em "FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER.." ( o seu cantinho de leitura), em:
    http://www.silnunesprof.blogspot.com
    Terei sempre uma história para contar.
    Saudações Florestais !

     
  • At 28 de outubro de 2009 20:45, Blogger Janete Cardoso said…

    Então estás como eu: fora dos trilhos e confiando no Vento...

    sabe que sinto saudades?
    beijos

     
  • At 28 de outubro de 2009 23:26, Blogger Marlene Maravilha said…

    Amém! Mesmo nao sabendo para onde vamos, as maos divinas é o melhor lugar para permanecermos sem erro!
    Aí há sempre esperanca.
    Bom saber que estás bem!
    abracos da amiga,

     
  • At 30 de outubro de 2009 18:29, Anonymous Edson Marques said…

    É.

    As mãos divinas nos amparam e nos conduzem...

    Saudades de você!

    Abraços, flores, estrelas..

     
  • At 31 de outubro de 2009 22:12, Blogger Cleber Baleeiro said…

    Companheiro Felipe, voltei a postar no meu blog depois de mais ou menos um ano parado.
    Dá uma olhada lá e diga o que você achou!
    cleberbaleeiro.blogspot.com
    Abraço!

     
  • At 1 de novembro de 2009 19:41, Blogger Tamara Queiroz said…

    Ãhn...!

    Essas mãos divinas são as suas?


    .
    .
    Fanuel, do seu comentário brotou um sorrisão em mim. Que coisa boa!

    Você é um bonito gentil.

    B-jinho

     
  • At 2 de novembro de 2009 11:59, Blogger Conta Gotas said…

    Por que mesmo crendo nas mãos divinas, temos a impressão de cair? :( Hoje não tô muito crente não.

     
  • At 2 de novembro de 2009 15:39, Blogger Papoila Sonhadora said…

    Um bom lugar para se demorar.

    Grata pelo sublime poema e pela generosa partilha e sensibilidade de o colocar no meu espaço.

    1 Abraço.

     
  • At 10 de novembro de 2009 16:01, Blogger Rubinho Osório said…

    às vezes nos distraímos e não percebemos as mão divinas sob nossos pés - angústia e desespero - mas quando as sentimos... ah! que lugar bom!!!

     
  • At 27 de janeiro de 2010 09:02, Anonymous Elenice Oliver said…

    Estou vivendo em um momento, que antes de ler este texto, não sabia sintetizálo em palavras.
    Agora já sei é exatamente o que você escreveu.
    Abrçs.
    Elenice Oliver

     

Postar um comentário

<< Home