28.2.08

Sobre o dormir

Difícil entender como os cristãos conseguem encontrar descanso no travesseiro quando há tanta injustiça no mundo. Deve ser por isso que Jesus não tinha onde reclinar a própria cabeça — certamente não era para evitar o torcicolo.

Sono e religião sempre foram interligados. Desde os tempos mais antigos, enquanto os soldados se fortalecem no quartel, os sacerdotes repousam no templo, imitando os requietos deuses.

Ah, se essa realidade pudesse ser diferente! Se os que dormem fossem despertados! Pena que as vozes que constituem o elemento crítico-profético dos arautos religiosos são sempre silenciadas e forçadas a sonolências profundas, como foi com aquele a quem a cruz tentou calar.

As injustiças não dormem, mas os justos sim. Por isso, ainda está para nascer o dia em que a religião será uma religião acordada para o sofrimento injusto do outro. Uma religião que, pela justiça, paga o preço da insônia.

Marcadores: ,

12 Comentário(s):

  • At 28 de fevereiro de 2008 20:31, Blogger Pablo Ramada said…

    é muita injustiça, concordo, e eu ainda tenho que dormir pensando nisso, que coisa!

     
  • At 28 de fevereiro de 2008 23:08, Blogger Alysson Amorim said…

    Admirável Amigo,

    Fato: raramente o "preço da insônia" é pago pela religião. Quando muito, paga-se o preço de uma insônia covarde, que não conhece outra posição senão a dos joelhos dobrados.

    Que Deus nos desperte! - melhor, que nos despertemos para Ele.

    Aquele Abraço.

     
  • At 29 de fevereiro de 2008 02:06, Blogger Júlio Diniz said…

    Felipe,
    ainda hoje pensava exatamente sobre isso após reler uma reportagem sobre as manobras do Senado na absolvição do Calheiros, citando apenas um exemplo.
    Eu fico perplexo tentando encontrar uma resposta que justifique a postura religiosa capaz de viver de forma diametralmente oposta à proposta que o termo "Religião" carrega.
    São 02:00 hs. Ao ler sua postagem, intensificou minha insônia. E não consigo descrever aqui essa sensação nauseabunda, esse nó na garganta, esse incômodo impotente ...

    É "religare", mas provoca cisões traumáticas; diz que convida ao despertamento da alma para Deus e para o outro, mas aliena o ser da realidade circundante; cristãos se proclamam arautos da Liberdade, mas não são capazes de se libertar do confinamento ao qual se submetem ...

    Abraço!

     
  • At 1 de março de 2008 09:00, Blogger Pavarini said…

    "Na realidade social brasileira só dorme o sono dos justos quem é alienado" (Ed René Kivitz, no debate "Não matarás").

    Felipe,

    Vc descolou um superálibi p/ meus curtos períodos de sono! hehe

    Acabei de mandar um ctrl c+ ctrl v e postei seu texto lá no blog. Mande a Nota Fiscal pelo Alysson p/ o pagamento dos royalties. =]

    Big abraço e ótimo fds.

     
  • At 1 de março de 2008 11:00, Blogger Alysson Amorim said…

    Camarada,

    Fico lisongeado com as palavras tão animadoras que você imprimiu lá em "A Bifurcação do Limiar".

    Ars longa, vita brevis, lembrei esse terceiro "princípio pertubador", corolário dos dois que você citou. Isso justifica, por si, a insanidade aparente que envolve o ato de escrever literatura em um mundo fulminado pelo pragmatismo.

    É o desvairado desejo humano de se perpetuar para além do corpo.

    Abraços fraternais.

     
  • At 1 de março de 2008 21:54, Blogger Tamara said…

    E dormimos, religiosamente (rs)!...

     
  • At 8 de março de 2008 23:00, Blogger Editor said…

    A Paz, Gostaria de Convidar você a participar da Votação!!

    O 1° Concurso de Bandas Gospel Independetes Via Blog CLIP GOSPEL MUSIC
    esta na Final e você pode votar e eleger a banda vencedora!! Entre Participe!!

    (Do dia 08/03 A 15/03)

    www.clipgospelmusic.blogspot.com

    Deus te abençõe

     
  • At 10 de março de 2008 16:20, Blogger Edemir Antunes Filho said…

    Quando se olha para um único aspecto da vida e se esquece que a caminhada com Cristo abarca a integralidade da existência humana a sonolência ganha força. Eis a hipnose: olhe para este ponto, não desvie o olhar, você está ficando sonolento... Pronto! Dormiu!

     
  • At 11 de março de 2008 10:43, Anonymous Edson Marques said…

    Felipe,

    "Uma religião acordada para o sofrimento injusto do outro": concordo: é disso mesmo que precisamos muito!


    Abraços, flores, estrelas..

     
  • At 12 de março de 2008 08:16, Blogger Alysson Amorim said…

    Ei, sujeito.

    Dormiu?

     
  • At 13 de março de 2008 15:35, Blogger Filipe Garcia said…

    Eu, definitivamente, concordo com o texto!

    E - digo mais - enquanto nós não ocuparmos o nosso lugar e não nos tornarmos sal da terra e luz do mundo, enquanto continuarmos empurrando com a barriga, deixando o mais importante pra amanhã e ocupando-se hoje apenas com o urgente, as coisas apenas irão piorar.

    Hipocrisia é a palavra que surge em minha mente. O mais difícil é entender como podemos ser os piores discípulos quando temos o melhor mestre.

    Algumas questões se levantam e todos - você, eu e seus leitores - devemos nos questionar:

    Você reclama do que está acontecendo? E o que você esta fazendo pra mudar? O que você está fazendo agora? O que você faria agora se fosse virar pedra amanhã? Se hoje fosse seu ultimo dia de ser humano? Você continuaria fazendo a mesma coisa que está fazendo agora? Você continuaria concordando com o que você não concorda? Continuaria respeitando o que não é justo? Continuaria se conformando com a atual situação do mundo? Continuaria bajulando um rei que está nu? Continuaria imitando pedra?

    Que todos nós possamos mudar!

     
  • At 15 de março de 2008 13:28, Blogger Filipe Garcia said…

    Felipe, muito obrigado pelo seu carinho!

    Eu me empolguei tanto com o diálogo que escrevi demais; de modo que o espaço oferecido pelo blogger para os comentários não me foi suficiente.

    Por isso, salvei o texto em um arquivo PDF e fiz o upload para que você possa ler e nós possamos continuar a nossa conversa.

    Portanto, clique nesse link e leia a minha resposta ao seu comentário:

    http://xrl.us/bhqqz (Link para o www.scribd.com)

    Abraços fraternos!

     

Postar um comentário

<< Home