3.2.07

Qual o seu tipo de poeta?


Os poetas Gonçalves Dias (1823-1864) e Castro Alves (1847-1871) constituem os dois extremos da poesia romântica brasileira. Enquanto um inicia e consolida o romantismo no país, o outro se encontra no fim deste período que se perde nas primeiras tentativas de reequilibrar a forma literária — o parnasianismo. O fato é que os poetas com as sensibilidades mais apuradas, ou menos ardentes, e preocupados com a harmonia preferem Gonçalves Dias, enquanto que os de temperamentos mais efervescentes ou mais romanescos, ou mais indiscriminados se inclinam para Castro Alves. A julgar por estas qualidades, qual o seu tipo de poeta?

Marcadores:

11 Comentário(s):

  • At 4 de fevereiro de 2007 12:36, Anonymous Edson Marques said…

    Nesta, sinceramente, eu fico em cima do muro: gosto dos dois. De quase tudo que os dois escreveram...


    Vim te ler de novo.

    Abraços, flores, estrelas.

     
  • At 4 de fevereiro de 2007 13:26, Blogger Alysson Amorim said…

    Grande Felipe!

    Acho que estou mais pra Castro Alves que pra Gonçalves Dias.

    Abs e um ótimo final de semana.

     
  • At 5 de fevereiro de 2007 13:45, Blogger Andreia do Flautim said…

    Nunca estudei literatura brasileira, mas da literatura portuguesa, inglesa e alemã que estudei, prefiro o primeiro romantismo. Acho que mais para o final dele era levado demasiado ao extremo!

    Um abraço!:)

     
  • At 5 de fevereiro de 2007 19:35, Blogger elsa nyny said…

    Olá Felipe!!!

    Acho que para o meu temperamento "efervescente" devo combinar mais com Castro Alves!!!
    Podias colocar assim um poema de um e de outro (é só uma sugestão) para nós analisarmos!!!

    Muita força pa ti!!!!

    beijinhos!!!

    :))

     
  • At 6 de fevereiro de 2007 18:55, Blogger DE PROPOSITO said…

    No momento não me recordo da poesia do Gonçalves Dias. Mas para mim Castro Alves é um poeta por excelência, poeta e muitas coisas mais. Não sei o que os deuses andavam fazendo para deixar partir tão cedo, um homem com aquela envergadura moral. Possívelmente se fosse um criminoso chegaria aos cem anos.
    Obrigado pela visita à minha página.
    Um abraço.
    Manuel

     
  • At 7 de fevereiro de 2007 07:17, Blogger Fallen Angel said…

    Castro Alves.

    E admiro particularmente o pungente Navio Negreiro.

    Um abraço.

     
  • At 7 de fevereiro de 2007 09:25, Blogger damularussa said…

    Fallen
    Dele...a lembrar magnifico É tarde.

    Cumprimentos ao dono da "casa".

     
  • At 7 de fevereiro de 2007 09:28, Blogger Fallen Angel said…

    Olha a minha dilecta amiga. Damularussa confesso que agora surpreendeste-me. :-)

     
  • At 8 de fevereiro de 2007 11:36, Blogger TINTA PERMANENTE said…

    Diz-se que a Poesia é uma emanação divina que não dispensa o frémito do Demónio...
    Um abraço

    p.s. grato pela sua visita!

     
  • At 9 de fevereiro de 2007 15:16, Blogger Felipe Fanuel said…

    Estimados Amigos e estimadas amigas,

    Foi muito bom conhecer o gosto poético de todos vocês durante essa semana.

    Confesso que li e reli cada comentário, tentando encontrar-me com este poeta oculto — Gonçalves Dias ou Castro Alves, ou qualquer outro — que mora dentro de seus ímpetos literários.

    Agradeço-lhes pelas excelentes contribuições através de seus respectivos comentários.

    Em breve, postarei algo mais específico sobre a poesia destes autores, conforme a sugestão da amiga Elsa.

    Abraços e beijos.

    Saudações aos novos visitantes Fallen Angel, Damularussa e Tinta Permanente!!!
    Sejam sempre bem-vindos!!!

     
  • At 15 de fevereiro de 2007 05:48, Blogger Papoila said…

    Ola, agradeço-te teres passado no meu cantinho e os votos de aniversario... Desejo-te um dia cheio de encanto.
    Que um passarinho leve no bico uma imagem de um mundo em paz,
    bjinhos,

     

Postar um comentário

<< Home