28.7.08

Minha missão

Se eu estivesse no Éden, teria comido do fruto proibido; se no Mar Vermelho, caçoado de Faraó; se na Babilônia, pedido para voltar a Jerusalém; se com Jesus, sido crucificado; se na Inquisição, sido queimado; se na Reforma, cuspido no prato que comeu; se na Ditadura, saído às ruas para protestar. Mas como estou no Indicativo e não no Subjuntivo, tudo o que mais tenho vontade de fazer é plantar uma árvore.

Marcadores:

5 Comentário(s):

  • At 31 de julho de 2008 03:30, Blogger Marlene Maravilha said…

    Assim seja!!!!
    Obrigada pelas lindas palavras que tens colocado no meu blog!
    Um lindo dia!
    Deus te abencoe!
    beijos

     
  • At 31 de julho de 2008 22:04, Anonymous Edson Marques said…

    Felipe,


    Você disse tudo, e disse-o bem!


    Vejo em você a semente da floresta.

    Abraços, flores, estrelas..

     
  • At 1 de agosto de 2008 18:29, OpenID Alysson Amorim said…

    Felipe,

    A árvore que você plantar será tão determinante para seus descendentes como foi para os descendentes dos hebreus o abrir providencial do Mar Vermelho.

    Um abraço verde.

    Alysson Amorim.

     
  • At 3 de agosto de 2008 23:51, Blogger Tamara said…

    Outro ponto de vista:

    Como somos uma geracao decadente. E ainda acreditamos que fazemos GRANDES DESCOBERTAS. Chegamos ao ponto de ter como missao plantar uma arvore, algo natural, para que geracoes futuras possam desfrutar de uma vida um pouco mais saudavel.

    E lamentar!

    B-joletas

     
  • At 4 de agosto de 2008 12:18, Blogger Felipe Fanuel said…

    Tamara,

    Você tem toda razão...

    Hoje nossas descobertas são fragmentárias.

     

Postar um comentário

<< Home