31.3.08

Era do se

Um dos maiores literatos norte-americanos do século passado, Francis Scott Fitzgerald (1896-1940), definiu seu tempo como Era do Jazz (Jazz Age). Caso estivesse vivo nos tempos de hoje, diante do trilema eleitoral em que vive seu país, talvez trocaria o “Jazz” pelo “se”:

Se votar em Hillary, é racista. Se votar em Obama, machista. Se votar em McCain, os dois.

Marcadores:

6 Comentário(s):

  • At 31 de março de 2008 21:01, Anonymous Edson Marques said…

    Triste "trilema"...

    Hoje eu tive mesmo que me lembrar do Golpe de Abril...

    Gostei dos teus comentários!


    Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.

    Abraços, flores, estrelas e Democracia...

     
  • At 1 de abril de 2008 07:25, Blogger alealb said…

    gostei!
    :)
    beijos,
    alê

     
  • At 1 de abril de 2008 11:02, Blogger Filipe Garcia said…

    A idéia realmente faz sentido. Até porque não poderia ser diferente no mundo que nós vivemos.

    De qualquer forma, Barack Obama é cool! Tá cheio de pôsteres, bottoms, vídeos, camisetas e outras coisas maneiras apoiando o senador democrata para as eleições presidenciais de 2008 nos Estados Unidos.

    Além disso, penso que seria muito interessante se esse cara fosse o novo Presidente dos Estados Unidos. E mesmo para os mais céticos. Afinal, se no fim das contas os líderes são apenas intermediários de diversos interesses, pelo menos a figura de Barack Obama é simbólica e emblemática o suficiente para representar a definitiva consolidação da democracia norte-americana.

    Sua história e sua atuação, por outro lado, dão suporte a tudo aquilo que vai além da pura e simples idéia do "primeiro presidenciável negro com chances reais" ou - tomara! - do "primeiro Presidente negro dos EUA". Ao contrário de Hillary, que parece muito mais calcada no fato de ser mulher do que em qualquer fato de sua "obra política".

    Um abraço; Deu te abençoe!

     
  • At 2 de abril de 2008 11:38, Blogger Alysson Amorim said…

    Neste caso a melhor opção seria o candidato do Partido Verde - beneficiado pelo anonimato e, assim, imune as farpas da retórica eleitoral.

    Abração.

     
  • At 3 de abril de 2008 19:32, Anonymous Edson Marques said…

    Felipe,

    um dia ainda te convidarei para um almoço feito por mim...



    Abraços, flores, estrelas!

     
  • At 3 de abril de 2008 23:20, Blogger Janete Cardoso said…

    beijo, querido! A Pri está bem?

     

Postar um comentário

<< Home