3.12.07

Uma obviedade

Os fins nem sempre justificam os meios.

Marcadores:

5 Comentário(s):

  • At 3 de dezembro de 2007 15:19, Blogger Edson Marques said…

    Nem toda obviedade é inquestionável. Esta me parece que é.



    Quero agora te fazer um convite especial:

    Leia o texto "Porque te amo só posso dizer-te adeus".

    Tem link no post de hoje.


    Abraços, flores, estrelas..

     
  • At 3 de dezembro de 2007 15:51, Blogger Pablo Ramada said…

    Eu leio os seus textos e leio textos longos. A maioria é que não. Em geral o brasileiro não le muito e a net é mais para distração.

    Espero por sua história. Grande, média ou pequena, postarei se me enviar, ou apenas responda a pergunta: O que é vida simples?

    Tão simples quanto as obviedades?

    Abraços!

     
  • At 4 de dezembro de 2007 10:24, Blogger Alysson Amorim said…

    Já era uma obviedade para o Rousseau que contrapunha-se ao maquiavelismo do Estado Absoluto, embora não seja ainda uma obviedade para um sem número de homens públicos do nosso tempo.

    Um forte abraço e uma ótima semana.

     
  • At 4 de dezembro de 2007 18:59, Blogger Edson Marques said…

    Felipe,

    teu comentário, mais uma vez, supera o texto do post.


    Obrigado.

    (ainda não achei o momento de publicar aquele teu outro comentário na página principal... Mas será logo!)


    Abraços, flores, estrelas..

     
  • At 5 de dezembro de 2007 20:02, Blogger david santos said…

    Copie o selo acima e participe da blogagem coletiva programada para o dia 17.12.2007.

    Flavia em coma.

     

Postar um comentário

<< Home